Programa “De Olho no Lixo” forma protetores da Baía de Guanabara

  voltar

Domingo de festa na comunidade Roquete Pinto, no Rio de Janeiro – 38 jovens receberam, no dia 27de agosto, o certificado de Protetores da Baía de Guanabara conferido pelo programa “De Olho no Lixo – Baía de Guanabara”, promovido pela Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) e pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Ibam.

Os protetores da Baía de Guanabara são jovens das comunidades Roquete Pinto e Praia de Ramos, situadas no Complexo da Maré, que assumiram o compromisso de proteger a Baía a partir de um plano de educação ambiental construído por eles.

Os protetores, capacitados e chancelados pelo programa “De Olho no Lixo”, atuam de forma integrada em ações de educação e sensibilização para evitar o lançamento de resíduos sólidos na Baía. Além de aulas de Educação Ambiental, há também oficinas de arte-educação – Ecomoda e Funk Verde –, com a criação de instrumentos musicais, roupas e acessórios a partir de material reaproveitado.

Jovens das comunidades participam das atividades, debatendo os problemas relacionados ao meio ambiente, preocupados em descobrir novos caminhos para suas próprias vidas. “A participação desses jovens superou as expectativas. Este tipo de iniciativa é muito importante para eles, pois a proposta é que esses jovens sejam multiplicadores de boas práticas ambientais em suas comunidades”, disse o coordenador do Ecomoda, Almir França.

“O projeto ajudou a transformar a mentalidade desses jovens. Eles desenvolveram mais responsabilidade sobre o descarte do lixo. Agora sabem que isso é um problema de todos nós, que cada pessoa é responsável pela despoluição da Baia”, afirmou a coordenadora do Funk Verde, Regina Café.

 

Fotos: Miriam Souza

Rua Buenos Aires, 19 - Centro

Rio de Janeiro / RJ

20070-021

Tel.: (21) 2142-9797

Fax: (21) 2537-1262

ibam@ibam.org.br