Notícia

IBAM é parceiro do INEA e da Braskem em projeto socioambiental

No mês de agosto, o IBAM firmou parceria com o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e com a empresa Braskem para a realização do projeto socioambiental “Protetores dos Parques – Módulo Baía de Guanabara”.

O INEA atuará com a supervisão geral, a Braskem como associada financiadora e o IBAM realizará a coordenação técnica e a gestão administrativa-financeira da proposta. A previsão para o início dos trabalhos é em outubro deste ano, com duração de 12 meses.

A parceria com o IBAM para o desenvolvimento deste programa foi concretizada em decorrência da experiência bem-sucedida do Instituto no projeto De Olho no Lixo – Baía de Guanabara, que teve a duração de um ano e quatro meses e promoveu a capacitação de jovens como agentes comunitários de meio ambiente e sua participação na melhoria da qualidade de vida da comunidade em que vivem.

O projeto Protetores dos Parques pretende apoiar ações socioambientais integradas a unidades de conservação – Parque Estadual dos Três Picos (PETP), Área de Proteção Ambiental do Alto Iguaçu (APA do Alto Iguaçu) e Área de Proteção Ambiental de Guapimirim (APA de Guapimirim) – localizadas no entorno da Baía de Guanabara, visando a preservação e a conservação de recursos hídricos, florestais, e o reaproveitamento de resíduos sólidos. Para tal, serão promovidas ações de capacitação em educação ambiental e arte educação para jovens das cidades de Magé, Duque de Caxias e São Gonçalo.

Com a promoção destas ações, os envolvidos no programa almejam contribuir para o desenvolvimento e o fortalecimento de uma consciência crítica nestes jovens para a necessidade de proteger os mananciais com o reaproveitamento dos resíduos sólidos, preservando a baía e promovendo a inclusão ambiental, social e econômica deste público.

A metodologia do projeto prevê que, ao final da capacitação teórica e prática, os jovens devam estar aptos a atuarem como protetores da Baía de Guanabara, por meio de ações socioambientais integradas que visam informar, sensibilizar, mobilizar e envolver os diferentes atores locais na preservação e conservação de recursos hídricos e florestais, e no reaproveitamento de resíduos.

Para conhecer mais sobre o projeto De Olho no Lixo – Baía de Guanabara, acesse o Facebook do programa aqui.

Crédito das fotos: De Olho no Lixo – Baía de Guanabara

Pular para o conteúdo