Projeto

Programa Apoio à Gestão Participativa dos Resíduos Sólidos dos Municípios da Baía de Guanabara - De Olho no Lixo
Local: Rio de Janeiro
Cliente: Governo do Estado do Rio de Janeiro
Período: 2016-2018

Objetivo

Criar um espaço de articulação para a implantação de ações integradas, com forte envolvimento da sociedade civil, estado, municípios e iniciativa privada. Além de contribuir para a redução do lançamento de resíduos sólidos na Baía de Guanabara através da capacitação de jovens como agentes comunitários de meio ambiente e torná-los participativos na melhoria da qualidade de vida de sua comunidade.

Objetivos Específicos

  • Ampliar o capital social das localidades atendidas pelo Programa através do desenvolvimento de parcerias institucionais e constituição de redes de cooperação;
  • Promover a construção de novos espaços de participação social voltados para o enfrentamento dos desafios da gestão dos recursos hídricos e dos resíduos sólidos nas localidades;
  • Realizar atividades de educação ambiental voltadas para a formação cidadã dos beneficiários do Programa;
  • Planejar ações operacionais para melhoria da qualidade ambiental das localidades beneficiadas pelo Programa, a partir da perspectiva do enfrentamento dos desafios do despejo irregular de resíduos sólidos e poluição dos recursos hídricos.

Acompanhamento

Com objetivo de monitorar as atividades executadas no âmbito do Programa de Apoio à Gestão Participativa nos Municípios da Baía de Guanabara, foram realizadas recorrentemente com os beneficiários do Programa (adolescentes e jovens) avaliações individuais e rodas de conversa que tiveram como proposito avaliar o impacto das ações planejadas junto aos participantes.

Avaliação

  • Ampliação do capital social das localidades atendidas pelo programa através do desenvolvimento de parcerias institucionais e constituição de redes de cooperação;
  • Promoção da construção de novos espaços de participação social voltados para o enfrentamento dos desafios da gestão dos recursos hídricos e dos resíduos sólidos nas localidades;
  • Realização de atividades de educação ambiental voltadas para a sensibilização ambiental e formação cidadã dos beneficiários do programa;
  • Planejamento de ações operacionais para melhoria da qualidade ambiental das localidades beneficiadas pelo Programa, a partir da perspectiva do enfrentamento dos desafios do despejo irregular de resíduos sólidos e poluição dos recursos hídricos.
Pular para o conteúdo